Varal de Poesias

convite-varal-de-poesiasA área dos bosques da PUC-Rio vai ganhar um ar poético no mês de maio, entre os dias 23 e 25. Varais com 150 poesias de temática ambiental vão ser expostos em três lugares diferentes da Universidade: no Bosque das Araras, na Pérgula e no Bosque da Leitura.

Esse projeto, idealizado pela Cátedra UNESCO de Leitura e fruto de pesquisas literárias, tem como objetivo incentivar a leitura de poesias por pessoas que passam diariamente pelo Campus da Universidade.

Os poemas terão como tema principal a natureza, a ecologia, a fauna e a flora. A Cátedra quer mostrar a relação entre a literatura e o meio ambiente, como as poesias trazem informações sobre as questões ambientais e podem ser uma via de contemplação da Natureza.

No ano passado, o Papa Francisco publicou a Encíclica Laudato Si sobre o meio ambiente, enfatizando a necessidade de cuidar da natureza e dialogar sobre a maneira como construímos o nosso futuro. No seu texto, o Papa inclui a dimensão cultural como via de relação entre o ser humano e a Natureza, destacando a importância da educação para o estabelecimento de outro estilo de vida.

Fiel à sua vocação, a Cátedra compreende a poesia como a forma de expressão artística que mais toca à sensibilidade do leitor. A linguagem poética abre o olhar e amplia horizontes que a rotina faz esquecer. Incluir essa exposição na agenda de comemoração de seus 10 anos marca a adesão da Cátedra ao convite feito pelo Papa, aplicando práticas de leitura como potencializadoras de uma nova aliança entre sociedade e meio ambiente.

Fale com o iiLer

Nós não estamos por perto agora. Mas você pode nos enviar um e-mail e responderemos o mais cedo possível.

Enviando

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-RioRua Marquês de São Vicente, 225, Gávea - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Cep: 22451-900 - Cx. Postal: 38097 | Telefone: (55 21) 3527-1001PUC-RIO © 1992 - 2018. Todos os direitos reservados.

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?

Pular para a barra de ferramentas